O XULTUN


O XULTUN
XULTUN é uma palavra que os Maias usavam para os Arquétipos Universais que simbolizavam todos os papéis que os seres humanos precisam representar e dominar, durante a sucessão de vidas. O Tarô de Marseille, bem como outros tarots foram legados a nós pelos sobreviventes da Atlântida, quando grupos de iniciados sabendo da iminente catástrofe foram enviados em pequenos grupos para diferentes partes do nosso planeta. Alguns foram para o Egito, outros para os países bascos, para o Haway, para o Tibet, para o México.
Os Maias Galácticos foram os Semeadores de Vida em nosso planeta, e nos deixaram a única profecia sem palavras, destinada a restaurar a memória de nossas origens, simplesmente através do contato com os símbolos e números do calendário maia e com as poderosas imagens do Tarot Maia, símbolos estes que tem o poder de abrir arquivos internos em nós e canais de comunicação com a Fonte da Sabedoria, bastando para isso que entremos em contato com eles".
Este texto, de Maria Augusta Rodrigues, faz parte da apresentação do livro de Diana de Assis, O XULTUN, O Sagrado Tarot Maia.
Neste livro, Diana de Assis descreve sobre as cartas do Tarot Maia e faz uma correlação entre os arquétipos do Tarot de Marseille,os Selos Maia e os planetas, bem como a forma como se deve proceder para fazer uma leitura. Além dos desenhos bem diferentes, outra coisa que marca este tarot, é que como os Selos Maia são em número de 20, e os Arcanos Maiores são em número de 22, os Arcanos 0 (O Louco) e 21 (O Mundo), neste caso representam: O Louco, sendo aquele que precede a jornada e O Mundo representa a meta, a finalização na espiral evolutiva e consequentemente um novo ponto de partida.
Em todos os tarots a representação é a mesma, o destaque aqui é somente em relação a equivalencia feita pela autora entre os kins e o tarot em si.
Na sequência abaixo seguem os selos em 4 grupos de cinco e sua correspondência com as cartas do tarot tradicional.



KIN 1 - IMIX - Dragão Vermelho - O Mago
KIN 2 - IK - Vento Branco - A Sacerdotisa
KIN 3 - AKBAL - Noite Azul - A Imperatriz
KIN 4 - KAN - Semente Amarela - O Imperador
KIN 5 - CHICCHAN - Serpente Vermelha - O Papa

 
KIN 6 - CIMI - O Enlaçador de Mundos Branco - Os Enamorados
KIN 7 - MANIK - Mão Azul - O Carro
KIN 8 - LAMAT - Estrela Amarela - A Justiça
KIN 9 - MULUC - Lua Vermelha - O Eremita
KIN 10 - OC - Cachorro Branco - A Roda da Fortuna

KIN 11- CHUEN - Macaco Azul - A Força
KIN 12 - EB - Humano Amarelo - O Pendurado
KIN 13 - BEN - Caminhante do Céu Vermelho - A Morte
KIN 14 - IX - Mago Branco - A Temperança
KIN 15 - MEN - Águia Azul - O Diabo
 
KIN 16 - CIB - Guerreiro Amarelo - A Torre
KIN 17 - CABAN -Terra Vermelha - A Estrela
KIN 18 - ETZNAB - Espelho Branco - A Lua
KIN 19 - CAUAC - Tormenta Azul - O Sol
KIN 20 - AHAU - O Sol - O Julgamento
 
Como comprei o livro usado  é óbvio que as cartas não o acompanham, na verdade eu queria conhecer o Xultun.
Cada baralho, por mais "diferente" que seja, sempre vem com a mesma simbologia, (o tarot Zen de Osho é um caso a parte), o que faz a diferença são as energias que cada oráculo tem e que a gente acaba por sentir.
Abaixo estão a capa e algumas cartas do Xultun Tarot, de 1976 criado por Peter Balin que se inspirou nos símbolos e mitos dos Maias para criá-lo.
Neste baralho estão as 78 cartas do tarot, sendo os 22 Arcanos Maiores e os 56 Arcanos Menores.




Fonte dos Selos Maia: Tecnauta

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO AO JUSTO JUIZ - ORAÇÃO DA PROSPERIDADE - ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO

NÓDULOS LUNARES - DESCUBRA QUAL É O SEU CARMA

RUDOLF STEINER - ORAÇÃO DE MICAEL / FORJANDO A ARMADURA