O RETORNO DE VÊNUS - REATIVAÇÃO DOS 7 PORTAIS

 
por Carmen Balhestero

Em 4 de Dezembro de 2014, de acordo com os Sumérios, Inanna, ou o Planeta Vênus, ressurge dos mundos internos, depois de ter se mantido oculto desde agosto de 2014, atingindo sua Ascensão. O Poder da LUZ da Deusa retornou em 17 de Janeiro de 2014, quando Vênus iniciou um ciclo de 584 dias, que se encerra em 15 de agosto de 2015, no signo de Capricórnio. Como isto afeta a sua Vida agora? (O Poder da Luz da Deusa significa o Amor Incondicional para ser vivido e compartilhado por todos os seres na Mãe Terra, principalmente por nós, seres humanos.)
Este ano de 2014 marcou o início de vários ciclos na Mãe Terra, entre eles, o ciclo do retorno do Planeta Vênus , em 17/01/2014. Eu não entendo de Astrologia, mas respeito muito, e como na PAX nós celebramos tudo o que aborda Amor, Paz e Luz, e Vênus é conhecido como o Planeta do Amor, sinto ser importante informar sobre este novo momento que estamos vivendo, para que possamos ter mais conhecimento de novas perspectivas e possibilidades que se apresentam em nossa vida por meio dos sinais de Deus no céu.
Vamos respeitar este momento e fazer a nossa parte, assumindo a responsabilidade de ancorar mais Luz em nosso dia a dia e fazer melhores escolhas em todas as situações que compõem a nossa realidade. Só mesmo com muito Amor Incondicional, que é a principal emanação do Planeta Vênus, e sem julgamento viveremos de forma mais plena e feliz este novo ciclo. Cabe a nós aprender a despertar e a exercitar o Amor Incondicional em todas as nossas atitudes. compartilhando uma melhor forma de viver.
Vênus surge dos mundos internos em 04 de Dezembro de 2014 e, apesar de estar longe da Terra, brilha muito, atingindo sua Ascensão e ativando Sete Portais que simbolizam seu progressivo renascimento e empoderamento. Nesse dia, a 22 graus de Sagitário, Vênus surge como a Estrela da Noite e fortalece a sua Luz após sua estada nos mundos internos desde Agosto de 2014.  Vênus ativará vários Portais até Agosto de 2015, e, a cada Portal,  sua Luz ficará mais forte e brilhante, o que afetará todos os Seres viventes na Mãe Terra, refletindo o Poder do Amor Incondicional. E à medida que Inanna/Vênus reativa cada Portal, os chacras de todas as pessoas no planeta serão fortalecidos e purificados ("chacra" é uma palavra sânscrita que significa "roda giratória"; temos sete chacras principais ao longo da coluna vertebral, os quais são responsáveis pelo equilíbrio do corpo humano).
No final do ciclo, Vênus ficará retrógrado por 40 dias, a partir de 25/07/15, a 0 grau da Constelação de Virgem, e desaparecerá do céu  em 09/08/15,  a 27 graus da Constelação de Leão, retornando à Fonte da Luz do Sol por oito dias, ressurgindo  em 15/08/15, a 23 graus da Constelação de Leão, em conjunção com o Sol.

Estes são os Portais que serão reativados por Inana/Vênus:

PORTAL DA MANIFESTAÇÃO (22/dez/14, a 16 graus da Constelação de Capricórnio) — Representa o primeiro chacra (vermelho), que é a expressão da força vital e da saúde em sua totalidade.

PORTAL DA CRIATIVIDADE (21/jan/15, a 23 graus da Constelação de Aquarius) — Representa o segundo chacra (laranja), reafirmando o sentido renovado de  autoestima e valor próprio.

PORTAL DO PODER PESSOAL (20/fev/15, a 0 graus da Constelação de Áries) — Representa o terceiro chacra (amarelo-dourado), trazendo a afirmação do Poder Pessoal.

PORTAL DA COMPAIXÃO (22/03/15, a 7 graus da Constelação de Touro) — Representa o quarto chacra (verde), que cura o coração e o corpo emocional, renovando a habilidade verdadeira de amar a si mesmo e aos outros .

PORTAL DA COMUNICAÇÃO (21/04/15, a 12 graus da Constelação de Gêmeos) — Representa o quinto chacra (azul), reafirmando a comunicação autêntica de cada um com o seu eu verdadeiro.

PORTAL DA PERCEPÇÃO (21/05/15, a 15 graus da Constelação de Câncer) — Representa o sexto chacra (índigo),  reafirmando a visão espiritual e a habilidade de manifestar a energia espiritual na matéria.

PORTAL DA AUTORIDADE (20/06/15,  a 13 graus da Constelação de Leão) — Representa o sétimo chacra (violeta), simbolizando a reconexão com o céu, a vida espiritual e a Luz Divina, personificando a Deusa em cada um.

PORTAL DA VIDA MANIFESTADA POR INTENÇÕES (18/07/15,  a 0 grau da Constelação de Virgem) — Representa a conjunção de Vênus com a Lua, à medida que completa sua Ascensão e reafirma seu papel como Deusa da Luz e Rainha do Céu na Terra.

 ***
O Ciclo do retorno de Vênus: 
17/01/2014 a 15/08/2015 (584 dias) 
Como isso afeta a sua vida?

A Deusa da Luz retornou aos céus em 17/01/2014, iniciando um ciclo de 584 dias no signo de Capricórnio. A natureza desse evento e o poder transformativo do ciclo da Deusa afetam todos os seres viventes. Este ciclo é um reflexo da evolução de nossa LUZ, na expressão do Divino Feminino em todos nós, homens e mulheres. Como escolhemos vivê-lo? 

O Ciclo de Vênus através das Eras – A Lenda de Inanna
Sumérios, babilônios, maias, lemurianos eram algumas das sociedades antigas que honravam o ciclo de Vênus. Eles construíam Templos e Círculos de pedra em honra ao Poder de Vênus, quando ela despontava como a estrela da manhã, passava em frente à luz sete ou oito vezes, ia detrás para trás do Sol  e, então, surgia novamente como a estrela da manhã por mais sete ou oito vezes antes de completar seu ciclo. Conta uma lenda dos sumérios que Inanna, A Rainha do Céu e da Terra ( Vênus), cumpria uma jornada xamânica através das fases do seu ciclo, no submundo, e parava em cada um dos sete ou oito portais (conjunções de Vênus e da Lua no céu, representando os sete chacras para entregar o seu Poder e retornars através dos oito portais, refortalecendo seu poder ao emergir do submundo e renascer como a Deusa da LUZ.

Celebre o Ciclo de Vênus e Honre a Deusa da LUZ dentro de você 
Há várias formas de participar deste momentum e fazer o seu Ritual. Quando fazemos uma cerimônia, criamos uma conexão sagrada com nossa Deusa da Luz interna, fortalecemos nosso conhecimento e ativamos a consciência  dos mistérios lemurianos xamânicos: "assim como existe em cima, também existe embaixo". Sua cerimônia pode ser muito simples: acender uma vela, fazer uma Oração de Poder com intenção, ou simplesmente olhar para o céu e observar Vênus e a Lua juntas no céu. Desta forma, poderemos atravessar os Portais de Vênus de forma cerimonial, livrando-nos de formas antigas que não mais nos servem, refortalecendo e aceitando o nosso poder pessoal, e abraçando novas formas de ser.

Você está entrando em seu ciclo pessoal de oito anos neste novo ciclo de Vênus?
A cada oito anos, Vênus retorna ao local onde estava quando você nasceu. Se a sua idade é múltiplo do número 8, isso quer dizer que, de hoje até o final deste ciclo, em 21/08/2015, você se encontra em seu ciclo pessoal do retorno de Vênus, que ocorre a cada oito anos, criando uma oportunidade ainda mais poderosa para que você leve a sua Deusa da Luz a um novo nível de Amor Incondicional. Este ciclo irá transformar a sua vida e apontar novos desafios e conquistas, sendo o momento de criar o equilíbrio necessário para que, com discernimento, você possa fluir com a Vida nas ondas do mais puro Amor.

Vênus em Capricórnio — O que isso significa para nós, no Planeta Terra?
Mesmo que este momento não seja o seu ciclo pessoal, você também se beneficiará, pois a Luz do arquétipo da Deusa que se integra no inconsciente coletivo da humanidade nestes 584 dias. O arquétipo de Vênus no signo de Capricórnio é simbolizado por Kupuna, ou A Grande Anciã Sábia, que assume a responsabilidade por conduzir a sua comunidade e o nosso planeta, reverenciando todas as formas de Vida nos reinos Elemental, mineral, animal e hominal. Nestes 584 dias, a Deusa da Luz estará guiando a humanidade para que crie formas conscientes de nutrir todos os seres viventes da nossa comunidade global de forma sustentável para as próximas gerações que virão, mostrando que podemos cuidar uns dos outros assim como uma avó amorosa cuidaria em uma comunidade fundamentada no Amor.

Como você pode Celebrar este Novo Ciclo de Vênus?
Por meio de Orações, você irá se conectar com a totalidade da explosão de LUZ deste momento de 584 dias e expressar a sua experiência nesta Vida, explorando as suas capacidades e reconhecendo o Poder da Deusa da Luz neste ciclo sagrado que se inicia em sua Vida.


Mitologia
Inanna é considerada a divindade feminina mais forte da Mesopotâmia no período Uruk ( 4000 a 3100 a. C.), sendo associada com a cidade de Uruk. Vários templos em sua homenagem foram construídos ao longo dos rios Tigre e Eufrates. Inanna, que também era associada a leões (símbolos de Poder), tem por símbolo a estrela de oito pontas, ou roseta. 
Inanna projetada como uma estrela
Inanna era associada ao planeta Vênus. Acreditava-se que os movimentos de Vênus no céu correspondiam às visitas de Inanna aos mundos astrais e aos submundos. Por sua posição tão próxima da Terra, Vênus não atravessa a totalidade da área do céu, mas move-se de forma irregular, surgindo no Leste e no Oeste, de manhã e ao entardecer — durante 90 a 93 dias, Vênus desaparece atrás do Sol, reaparecendo do outro lado do horizonte.
Por causa disso, algumas culturas do passado achavam que Vênus constituía-se de duas estrelas separadas, cada uma surgindo em um horário, mas o mesopotâmios compreenderam este planeta como uma só entidade. Os movimentos imprevisíveis de Vênus relacionam-se à Natureza de Inanna. A literatura mesopotâmica explica que os movimentos físicos de Inanna na mitologia são similares aos de Vênus no céu. Inanna tem as duas forças (masculina  e feminina), e sua descida ao submundo mostra que, mesmo depois de visitar as trevas, ela retorna ao céu, fato que é comparado às aparições de Vênus no Leste e Oeste. Inanna era associada a Peixes, a última Constelação do zodíaco, e Dumuzi, sua consorte, a Áries, a primeira constelação.

Uruk
Uruk (em sumério, Unug; o Erech bíblico; e o árabe Warka) foi uma cidade antiga da Suméria (posterior Babilônia), situada a leste do Eufrates, a cerca de 225 quilômetros sul-sudeste de Bagdá. 
Uruk, rodeada por uma muralha de aproximadamente 9 quilômetros de extensão, foi uma das mais antigas e importantes cidades da Babilônia. Dizia-se que suas muralhas foram construídas por ordem de Gilgamesh, que, diz-se, também mandara erguer o famoso templo de Eana, dedicado à Inana, ou Ishtar. Registros desse templo, pertencentes ao período neo-babilônico, documentam a sua função como um centro de redistribuição social: em tempos de fome, famílias podiam enviar crianças ao templo como oblato.
Uruk tinha um papel importante na história política do país desde tempos remotos, exercendo um poder hegemônico na Babilônia num período anterior a Sargão, o Acádio. Mais tarde, teve função de liderança nas batalhas nacionais dos babilônios contra o império Elamita até 2.000 a.C., quando sofreu severamente. A Epopéia de Gilgamesh apresenta relatos do conflito, sempre de forma literária e nobre.
Nas palavras de Oppenheim, "em Uruk, ao sul da Mesopotâmia, a civilização suméria parece haver alcançado seu apogeu no quesito criatividade. Para este fato apontam repetidamente à cidade as referências de textos religiosos e particularmente literários, incluindo aqueles de conteúdo mitológico; isso é confirmado pela tradição histórica como foi preservada na lista de reis sumérios. De Uruk, o centro de gravitação política parece ter sido transferido para Ur".



O RETORNO DE VÊNUS
Celebrações na PAX:
04/12 - 5a. feira - 15 horas
20/12 - Sábado - 10 horas
22/12 - 2a. feira - 15 horas

Fonte:Carmen Balhestero

Leia também:
O RETORNO DE VÊNUS - POR CLÁUDIA LAZZAROTTO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ANIS ESTRELADO E A GRIPE H1N1

ORAÇÃO AO JUSTO JUIZ - ORAÇÃO DA PROSPERIDADE - ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO

NÓDULOS LUNARES - DESCUBRA QUAL É O SEU CARMA