NOVO FRASCO AURA-SOMA B112 - ARCANJO ISRAFEL

Arcanjo Israfel 
B112 - Turquesa / Azul Real Meio Tom 
Nascido em 14 de Dezembro de 2014 às 12:12 GMT 

Primeiros Pensamentos 


Dentro do B112 podemos encontrar uma profunda associação ao frasco do Golfinho (B33), com a associação das cores Turquesa e Azul Real. De uma certa forma podemos ver (1 + 1 + 2 = 4) 4 frascos do Golfinho dentro deste B112. Multiplicando 33 por 4 temos 132 que é numero deste frasco adicionado com a Estrela de Criança (B20) (112 + 20 = 132). Ressoando, de certa forma, como se o Gofinho nadasse no caminho oposto com o suporte da Estrela de Criança. Este frasco também está relacionado com aqueles que procuram o seu verdadeiro propósito - «porque estão aqui e como se relacionam com o que lhes é pedido».

B112 é também o dobro de St. Germain (B56). (56 + 56 = 112) St Germain tem uma forte mensagem sobre transmutação e sincronicidade o que também vamos encontrar, em seguida, nas notas sobre Israfel . O 5 e o 6 somam 11 mostrando um portal, assim dois 11 mostram um duplo portal.

Esta numerologia é importante para o início destas notas.

Tradicionalmente, Israfel é conhecido como um Arcanjo muito forte energeticamente que personifica o aspecto criativo de Logos, o masculino/feminino do Deus/Deusa e a criatividade que se expressa pela comunicação do coração numa canção e celebração através da dança.

Todos somos, muitas vezes, tocados por aquilo que se comunica pelo meio da música e do canto. Ao abrir os nossos corações, com o som de Israfel, facilitamos esse sentido da comunicação musical da alma.

O aspecto de transformação deste frasco é essencial para compreender o que este Arcanjo tem para oferecer. Quando nos movemos para dançar, um ritmo particular, uma combinação musical que nos toca, entramos dentro do movimento de celebração e isso é parte da inspiração de Israfel.

Israfel é um tocador trombeta e tal como com o Arcanjo Gabriel, desperta-nos para aquilo que reside nos níveis mais profundos da estrela dentro de nós. Aqui podemos ver uma profunda ligação com as cores, o complementar oposto do Azul Real é o Dourado, temos o Azul Real em Israfel e o Dourado em Gabriel (B95).

Quando vemos o Azul Real em qualquer dos frascos podemos pensar nas implicações da ligação do Azul Real e do Dourado, onde este nos liga a todos os centros energéticos dentro de nós. Assim é com Israfel. Na da fracção superior tocamos, conscientemente, aquele processo de individualização do Turquesa, o processo de comunicação criativa dos nossos corações, aqui estamos também em posição de ser capazes de tocar o que está dentro da nossa estrela Dourada, a verdade auto comunica-se através de nós para que nos tornemos o Caminho tal como o Logos dentro de nós é reactivado no nosso interior.

Este momento é crítico para a mudança, algumas destas mudanças podem apresentar desafios interessantes e alguns, desses desafios, podem trazer o potencial de unir as coisas dentro de uma nova ordem. Israfel solicita-nos para falarmos com os Anjos, pedir-lhes o seu suporte neste tempo de transição. Israfel ajuda-nos a chamarmos com a nossa verdadeira voz, a voz do nosso coração, através da estrela, a alcançar qualquer Anjo que lá esteja disponível para trabalhar connosco para saudarmos o que amamos.

Israfel é chamado de Serafim. Para a chamar pelo nome é dito para abrir o quinto portal e isto faz uma ligação com o quinto nível de «deixar ir». A energia que chega através do frasco Violeta/Vermelho (B65) (o céu no potencial da terra, onde a cabeça está no céu e os pés na terra) está presente no quinto portal. A quinta porta está também relacionada com a garganta (5º Chacra) e a energia que se move através dela é suportada com o Turquesa de Israfel.

Podemos pensar no B112 como uma ajuda na remoção da ignorância, um auxiliar que remove o que está no nosso caminho, não deixando ver o que está diante de nós. Algumas vezes este conceito de obstáculo que necessita de ser ultrapassado tem uma associação com a energia do dragão. Podemos pensar em Israfel como dissipador da energia negative do dragão e aqui, sente-se uma profunda ligação com Arcanjo Miguel. Israfel é referido como um dos novos Anjos no conjunto dos arcanjos. Suporta a possibilidade de desenharmos a nossa verdadeira natureza, o nosso verdadeiro Ser, a transcendência da realidade dentro de nós, aqui podemos ver a transmutação que discutimos com o duplo B56. Existe um sentido de renascimento com Israfel, este renascer foi iniciado por Arcanjo Gabriel.

Israfel está preparado para se manifestar simultaneamente e sincronamente em vários lugares ao mesmo tempo. É o Arcanjo que desperta com o novo tempo, para estar disponível para aqueles que estiveram adormecidos, despertando-os para a realidade do que lhes é pedido e o que aceitaram antes de virem para esta incarnação. Neste aspecto pode ajudar-nos a libertar da narcose do condicionamento e pode suportar-nos no despertar para o potencial de celebrar momento a momento.

Um aspecto útil sobre Arcanjo Israfel é a ajuda que recebemos para revelar em plenitude os nossos talentos no ser que somos. É o tempo para vermos a magnificência dos dons que nos foram dados e que nos são pedidos para usarmos, particularmente a nossa criatividade em tudo o que se manifesta em nós de modo que haja um fluxo criativo através daquilo que fazemos ou que nos é pedido, um sentido de despertar para o Eu Sou.

No Islão o significado literal de Israfel é «O Queimado», há uma ligação com Jerusalém e Israfel e também está fortemente ligado a Moisés. Uma ligação profunda com Raphael tem sido clara e angelicamente referenciada na literatura Judaico-Cristã. No sistema Aura-Soma Arcanjo Rafael é Azul Real/Azul Real (B96). O Azul Real não surge com frequência na fracção inferior e isto enfatiza a importância de Israfel, no profundo sentimento de claridade que reside dentro do Azul Real. B112 pode ser muito útil na relação com as nossas tristezas e sofrimentos relacionados com a perda e ajuda-nos a fazermos mais trabalho com o desapego.

No Islão diz-se que Israfel foi enviado com outros três Arcanjos Gabriel, Miguel e Azreal para os quatro cantos da terra para apanhar o pó e desta poeira nasceu Adam Kadmon (referido na Cabala como o «homem original»). Toda a ligação com os quatros cantos é conhecida nas outras tradições como referência a Israfel, aquele, que com as suas asas, pode tocar os pilares que suportam as fundações da Existência. Israfel tem uma profunda ligação com Thoth (Deus da mente, inteligência, pensamento, razão e logica) e Anubis (Senhor da Terra Sagrada) na tradição Egípcia.

Também sabemos que Israfel está relacionado com o centro do sistema Aura-Soma, o núcleo que tem a ver com a construção do corpo de luz e da alquimia do Ouro dentro de nós, a preparação para olharmos o que nos é pedido e nem sempre de uma forma fácil.

Um último ponto, relacionado com a Astrologia e a altura deste nascimento: entre 24 de Junho de 2012 e 16 de Março de 2015, Urano e Plutão fazem sete quadraturas entre si e cada quadratura tem uma parte de contributo para trazer a Era do Aquário. A sexta destas quadraturas tem lugar em 14-15 de Dezembro, com alguns astrólogos a verem o tema desta quadratura como «Ganhando uma Nova Visão», isto é síncrono com a mensagem de Israfel que nos diz para despertarmos para o nosso verdadeiro ser. Adicionalmente dentro do sistema Aura-Soma, Urano relaciona-se com os frascos turquesa (43, 62, 45 e 75 ), o que é o tema da visão que relaciona com o Azul Real. Durante estas quadraturas entre Úrano e Plutão diz-se que estamos a ser convocados para construir um novo mundo baseado na verdade de Israfel, dado que, como foi mencionado, ele tem o potencial de transformação das coisas numa nova ordem.

Com Amor, como sempre
Mike Booth.

Saiba um pouco mais de Israfel AQUI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ANIS ESTRELADO E A GRIPE H1N1

ORAÇÃO AO JUSTO JUIZ - ORAÇÃO DA PROSPERIDADE - ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO

NÓDULOS LUNARES - DESCUBRA QUAL É O SEU CARMA