DIA INTERNACIONAL DA PAZ / ORIGEM DO SÍMBOLO DA PAZ

O dia 21 de Setembro é marcado por duas comemorações importantes:
Dia da Árvore e Dia Internacional da Paz; duas coisas que estão ficando cada vez mais raras em nosso planeta...
Bom, como já vi muita postagem por aí sobre ambos os assuntos, fui buscar na internet uma variação para este tema ou melhor dizendo, fui matar minha curiosidade acerca deste símbolo:


Segundo consta no site MEGA CURIOSO:

Fonte da imagem: Reprodução/BBC

O símbolo da paz foi criado em 1958 pelo artista e designer britânico Gerald Holtom para representar o desespero que ele sentia diante do mundo que o cercava. O sinal foi criado durante grandes protestos em que as pessoas lutavam contra a construção de armas nucleares na Inglaterra.
Pouco depois do final da Segunda Guerra Mundial, o artista ainda se via diante de um momento em que o desejo de destruição alimentava o início de uma corrida armamentista. Então Holtom quis criar um símbolo simples, mas poderoso, para dar conta de tudo o que ele estava sentindo e tudo o que acontecia no mundo ao seu redor naquele momento.
Assim, o artista decidiu utilizar as letras N e D (do código homógrafo), que significavam “nuclear disarmament”, ou seja, representavam seu desejo de que o desarmamento nuclear se tornasse realidade. Seguindo a posição das bandeiras, as letras formavam o desenho interno do símbolo, que ganhou um círculo em volta para representar o planeta.
Por mais que o símbolo criado por Holtom possa ser encarado como uma mensagem otimista, o designer adicionou mais um significado que não é nada esperançoso. Para ele, além das letras, os traços internos poderiam ser vistos como parte do corpo de um boneco de palito com os braços para baixo e as mãos espalmadas em sinal de agonia e desespero. Holtom ainda revelou que sua inspiração foi o quadro “Três de Maio de 1808” de Goya.
Por acreditar que o símbolo que havia criado representava ideias e sentimentos que pertenciam ao mundo naquele momento, Holtom não registrou os direitos da imagem. Dessa maneira, o elemento poderia ser usado por qualquer pessoa. E foi assim que ele foi adotado pelos movimentos de contracultura dos anos 1960 nos Estados Unidos, foi usado por aqueles que acreditavam no fim do apartheid na África do Sul e ainda se tornou símbolo dos direitos civis e representou a luta contra a opressão e a tirania em outras partes do planeta.
Porém, com toda a repercussão, Holtom acabou se arrependendo de ter criado o símbolo. Depois que seu desenho passou a ser diretamente associado à ideia de paz, ele sugeriu que a imagem fosse virada de ponta cabeça para que exibisse uma pessoa com os braços erguidos em sinal de euforia. Dessa maneira, o elemento seria formado pelas letras U e D, que significariam “unilateral disarmament” (desarmamento unilateral), o que seria igualmente apropriado, segundo ele.(*)

Como todo símbolo acaba por nos levar a imaginar N coisas, vou dar meu pitaco sobre este.
Além de tudo o que foi explicado, ele me lembra a Runa Algiz em posição invertida.
imagem: Runa Algiz (Posição invertida / Posição vertida)

Curiosamente, encontrei no livro de Rosa Biancardi, "Runas - magia e transformação", a seguinte explicação:

Algiz invertida - Seu símbolo foi muito usado nos anos 70 em talismãs para traduzir que os jovens eram contra todos os padrões impostos como corretos pelo sistema e pela sociedade. 

Vai ver que Holtom trouxe para o presente, através deste símbolo, uma lembrança de sua vida passada...
Será?


(*)Fontes:Mega Curiosos - Knowledge Nuts e BBC

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO AO JUSTO JUIZ - ORAÇÃO DA PROSPERIDADE - ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO

NÓDULOS LUNARES - DESCUBRA QUAL É O SEU CARMA

OS SIGNOS DO ZODÍACO: SUAS CORES, PEDRAS, FLORES... - 1ª PARTE - DE ÁRIES A VIRGEM