UNIVERSUM - CAMILLE FLAMMARION

Uma das imagens mais copiadas ou pelo menos mais vista aqui no blog ultimamente tem sido esta: 

A Xilogravura de Flammarion (do original em preto e branco)-autor desconhecido

Sem dúvida esta é uma imagem muito bela (pelo menos eu acho) e por causa dessa beleza e do encantamento que ela me causa, fui em busca de seu significado.
Infelizmente não encontrei nada escrito em português e tive que apelar para o tradutor do Google, que é sofrível!
Os textos que seguem são do que encontrei na Wikipédia e Flickr, fiz o melhor que pude. 
Se quiser ler no original em inglês: Flammarion woodcut e Universum.
Boa leitura!


imagem da internet - desconheço autor


A Xilogravura de Flammarion, é assim chamada porque a sua primeira aparição foi documentada em 1888 no livro L'atmosfera: météorologie populaire ("A Atmosfera: Meteorologia Popular"), de autoria de Camille Flammarion.
A gravura mostra um homem medieval com seu bastão, vestido como um peregrino, que olha para o céu como se estivesse encoberto por uma cortina, ele olha como se quisesse conhecer o outro lado da Terra, o que está oculto, o que há além do próprio planeta Terra.
Estes símbolos cósmicos trazem uma forte semelhança com as tradicionais representações pictóricas da "roda no meio de uma roda", descrita nas visões do Profeta Ezequiel.

A legenda que acompanha esta gravura diz o seguinte:
"Um missionário da Idade Média conta que havia encontrado o ponto onde o céu e a Terra se tocam”

O texto que acompanha a imagem diz, em parte:
"O que, então, é este céu azul, o que existe além dele...

Como na maioria das outras ilustrações dos livros de Flammarion,  não há informações de sua autoria.
Na página anterior, Flammarion faz comentários sobre o erro da antiga crença de que o céu é uma barreira física, como um cofre ou uma cortina, separando-nos de outras esferas. Ele também mencionou, sem dar mais detalhes, que um missionário medieval afirmava ter descoberto um lugar onde o céu e a terra não estavam unidos, o que lhe permitiu colocar a cabeça por trás do véu e olhar o céu além das regiões celestes.
Flammarion poderia ter simplesmente definido a imagem como uma ilustração fantasiosa da falsa visão do céu como uma barreira.
Alguns comentaristas alegaram que Flammarion produziu a imagem para propagandear o mito de que os europeus medievais acreditavam que a Terra fosse plana.
Em seu livro, no entanto, Flammarion nunca discutiu a questão da forma da Terra.


A IMAGEM ORIGINAL 

Universum-Camille Flammarion, L'Atmosphere: Populaire Météorologie (Paris, 1888), p. 163.

"Esta é uma xilogravura enigmática feita por um artista desconhecido, sua primeira aparição documentada está na página 163 do livro de Camille Flammarion L'atmosfera: Météorologie populaire (Paris, 1888), um trabalho sobre meteorologia para o público em geral.
A xilogravura mostra um homem olhando através de uma cortina que divide os mundos.

A legenda abaixo da imagem original diz: "Um missionário medieval diz que encontrou o ponto onde o céu e a Terra se encontram ..."

"Que ser inteligente é capaz de não responder emocionalmente a uma bela vista, olhar para a reentrancias da lua crescente prateada, tremendo no céu azul, mesmo com o mais fraco dos telescópios, e não ser atingido por ela de uma forma prazerosa, não se sentir desligado da vida cotidiana aqui na terra e ser transportado para essa primeira parada da viagem celestial?
Que alma profunda poderia olhar o brilhante Júpiter com seus quatro satélites , ou o esplendido Saturno cercado por seus misteriosos anéis, ou uma estrela brilhante em cores escarlate e safira, no infinito da noite, e não ser preenchido com um sentimento de admiração?
Sim, se de fato, a humanidade - os agricultores humildes nos campos, os trabalhadores que labutam nas cidades, os professores, as pessoas de meios independentes, aqueles que tenham atingido a auge de sua fama ou fortuna, e mesmo pessoas mais frívolas – soubesse o profundo prazer que a espera ao olhar para o céu, toda a França, ou melhor, toda a Europa, estariam cobertas por telescópios, em vez de baionetas, promovendo assim a felicidade e a paz universais. "


Fonte do texto
http://www.flickr.com/photos/84327574@N00/360765298/


Universum - C. Flammarion, Holzschnitt, Paris 1888, Kolorit : Heikenwaelder Hugo, Wien 1998 - Date 1998


Colorida ou em preto e branco ela é belissima!
Livros de Camille Flammarion em português aqui

Comentários

  1. É sempre bom poder conhecer com prufundidade as grandes personalidades do universo Espirita.
    Valeu o passeio neste blog. Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Aparecido; volte sempre que quiser.

      Abraços.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Olá Fabiana!

      Que bom. Volte sempre.

      Abraços.

      Excluir

Postar um comentário

Boas vindas!

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO AO JUSTO JUIZ - ORAÇÃO DA PROSPERIDADE - ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO

NÓDULOS LUNARES - DESCUBRA QUAL É O SEU CARMA

RUDOLF STEINER - ORAÇÃO DE MICAEL / FORJANDO A ARMADURA