DJWHAL KHUL, O TIBETANO


(postagem com links revisados)

O Mestre Djwhal Khul, trabalha sob a orientação do Mestre Kuthumi, ajudando-o intensamente no treinamento de discípulos avançados. Auxilia também ao Mestre El Morya por estar ligado a ele e ao seu trabalho.
Ele tem sido chamado “O Mensageiro dos Mestres”. É profundamente erudito e sabe mais sobre os raios e as Hierarquias planetárias do sistema solar, do que qualquer outro Mestre. Alcançou seu mestrado na presente encarnação.
Ele vem nos lembrar a todos, que somos discípulos, desde o aspirante mais humilde até o mais adiantado , do Cristo.
Atua como um transmissor de Luz.
Seu trabalho consiste em ensinar e a difundir o conhecimento da Sabedoria Eterna a todos os que se disponham de coração a encontrar essas respostas. Seu raio de ação é a Chama Trina.
Ele trabalha com aqueles que curam e coopera desconhecido e invisível, com os pesquisadores da verdade nos grandes laboratórios do mundo, com todos que definidamente almejam a cura e o alívio do mundo e com os grandes movimentos filantrópicos da humanidade, tais como a Cruz Vermelha.
Ele se ocupa com vários discípulos de diversos Mestres que podem tirar proveito de sua instrução e nos últimos dez anos, tem aliviado tanto o Mestre Kuthumi como o Mestre El Morya, de uma boa parcela de suas obras de ensinamentos, substituindo-os, em determinados períodos, junto a alguns de seus alunos e discípulos.
Trabalha, também, amplamente, com certo grupo de devas dos éteres, que são os devas curadores, que assim o ajudam no trabalho de sanar alguns dos males físicos da humanidade.
Foi quem ditou uma grande parte daquele livro momentoso, “A Doutrina Secreta”, e mostrou a H. P. Blavatsky, muitos dos quadros representativos e lhe deu muitos dos dados que são encontrados naquele livro.
Viveu no Tibet, sendo conhecido em sua mocidade pelo nome de Gai Ben-Jamin.
Presidiu um grupo numeroso de lamas tibetanos tendo sido um abade desse monastério lamásico.
Muitos de nós envolvidos nesse processo da higienização planetária estamos ligados a esse irmão maior.
Mora hoje no Tibet Central em Shingatse, próximo a seu Mestre Kuthumi e a El Morya.
Diz-se que ele foi Kleinias, o aluno favorito de Pitágoras e ainda o primeiro chela de Senhor Gautama Buda.
Trabalhou com El Morya e Kuthumi na criação da Sociedade Teosófica, da qual foi adepto.
Djwhal Khul é a Inteligência responsável, pela revelação dos segredos das antigas escolas iniciáticas, preparando as consciências humanas para a criação da nova raça raiz.
O inigualável Mestre Tibetano Djwhal Khul, que segundo uma declaração dele próprio em 1.934, se tratava apenas de um discípulo de certo grau vivendo em corpo físico, como todos nós, na região do Tibete.
Sabemos que tal afirmação oculta, de fato, o grande iniciado e emissário dos mundos subterrâneos que é, confirmação que pode ser feita pela leitura dos livros de Alice A. Bailey, em co-autoria com o mesmo. Disse que o conteúdo de seus livros seriam dados sem nenhuma exigência de aceitação e que não deveriam ser aclamados como escrita inspirada.
Apenas queria passar informações para aqueles adeptos que pretendiam dar passos mais largos no caminho da redenção e do conhecimento. Quem já leu alguma destas obras, pode perceber que tal discípulo não se trata de um nome qualquer na vasta bibliografia ocultista. Especialmente, no seu livro Tratado sobre Magia Branca, ele fala abertamente dos mundos subterrâneos e dos grandes mistérios que seriam revelados para a humanidade neste grande momento de transição planetária.
Assim escreveu: “O primeiro posto avançado para a Fraternidade de Shamballa foi o templo original de IBEZ, situado no centro da América do Sul, e um de seus ramos, em um período muito posterior, se encontrava nas antigas instituições maias e na adoração do sol, como fonte de vida nos corações de todos os homens”.
“Uma segunda rama se estabeleceu posteriormente, na Ásia, e desta rama os adeptos do Himalaia e do sul da Índia são os representantes, ainda que o trabalho tenha sido transferido materialmente.
No futuro far-se-ão descobertas que revelarão a realidade do antigo modelo de trabalho hierárquico; antigos arquivos e monumentos serão revelados, alguns sobre a Terra e muitos em abrigos subterrâneos”.
“À medida que se exploram os mistérios da Ásia Central, nas terras que se estendem desde a Caldéia, a Babilônia, através do Turquestão até a Manchúria, incluindo o deserto de Gobi, espera-se revelar grande parte da história primitiva dos trabalhadores de IBEZ”.

“Podemos observar que a palavra IBEZ é literalmente uma espécie de sigla que vela o verdadeiro nome do Logos Planetário da Terra, do qual, um dos princípios está se manifestando em Sanat Kumara, convertendo assim em uma encarnação direta do Logos Planetário e em uma expressão de sua Divina Consciência.
Estas quatro letras são as iniciais dos verdadeiros nomes dos quatro Avataras dos quatro globos de nossa cadeia terrestre, onde encarnaram quatro dos princípios divinos. As letras IBEZ não são as verdadeiras letras em idioma sensar, se é possível usar expressão tão inexata de um idioma ideográfico, pois que é simplesmente uma deformação europeizada”.
Também no livro Iniciação Humana e Solar, Djwhal Khul fala de Shamballa, o ponto sagrado da manifestação planetária, que está localizado na região mais central de nosso planeta físico, a Terra. Segundo ele, “Shamballa é a Cidade dos Deuses, que fica para o Ocidente de algumas nações, ao Oriente de outras, ainda ao Norte ou a Sul de outras. É a Ilha Sagrada no deserto de Gobi. É o lar do misticismo e da Doutrina Secreta”.

Segundo os ensinamentos, cada Mestre tem sua nota chave, estas músicas ajudam na elevação das energias de cada chakra e de nossa casa, ao tocarmos a nota chave de um Mestre Ascenso, magnetizamos a sua presença entre nós.
A nota chave do Mestre Djwhal Kull é Air on a G string - de Johann Sebastian Bach.


IBEZ
Na América do Sul há um templo, um monastério nos planos suprafísicos: IBEZ.
Manifestou-se outrora no plano físico, composto de seres muito evoluídos provindos de outros sistemas solares.
Tão potente era a sua energia que, mesmo depois de ter cumprido a tarefa que lhe cabia no plano físico e ter dele desaparecido, permaneceu ativo no etérico, na região central do Brasil.
Ibez colabora na formação da raça humana futura, raça que terá na consciência a síntese de tudo o que desde o início se passou no planeta. Conduz-nos à compreensão dos centros intraterremos que formam, nos planos subjetivos da Terra, uma grande rede de luz pulsante em conformidade com a harmonia do Cosmos.
O universo inteiro precisa unir a sua parte material com a imaterial.
"Sob o Manto de Templo de Ibez", é um cd de uma partilha de Trigueirinho, sobre a Serra do Roncador no Mato Grosso e o Monastério de Ibez.
"Há no plano etérico do Brasil central um monastério perfeitamente entregue ao propósito superior da existência. Com o centro planetário Mirna Jad, ele facilita o contato da Hierarquia espiritual com a humanidade e estimula a formação da raça futura."
Mais sobre o Mestre Djwhal Khul em livro: O Governo Oculto do Mundo - O Trabalho da Hierarquia Oculta (página 13)
Veja aqui o catálogo de livros do Mestre DK com Alice Bailey

Fontes:
Mago da Luz
Via Fanzine
Grande Fraternidade Branca

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO AO JUSTO JUIZ - ORAÇÃO DA PROSPERIDADE - ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO

NÓDULOS LUNARES - DESCUBRA QUAL É O SEU CARMA

OS SIGNOS DO ZODÍACO: SUAS CORES, PEDRAS, FLORES... - 1ª PARTE - DE ÁRIES A VIRGEM