26ª FEIRA DO VINIL EM BELO HORIZONTE - DIA 11 DE FEVEREIRO/2012

A Feira do Vinil e CDs Independentes promovida pela Discoteca Pública segue para a sua primeira edição do ano.

A idéia neste ano é continuar com a feira no mesmo lugar, na mesma galeria, formando assim um público cativo, e continuar também no segundo sábado do mês, dessa forma fica mais fácil das pessoas saberem da próxima edição, em 2012 teremos data e local fixo e a feira será uma vez por mês. 

Além de encontrar vinis em tamanhos e formatos diversos – que vão desde os compactos de sete polegadas aos discos de dez e 12 polegadas – para compra, venda e troca, o visitante também pode conferir na Feira um grande número de CDs de artistas da música independente dos diversos estados do Brasil, com um representativo e especial acervo da música mineira.

Além da Feira do Vinil e CDs Independentes, a Discoteca Pública é responsável também pelo projeto A Música Que Vem de Minas, que consiste em levar a produção musical independente de Minas Gerais a diversos lugares com a comercialização e distribuição de discos dos artistas em festivais, feiras e demais eventos por todo o Brasil.

O nosso amigo DJ Yuga ficará por conta do projeto gráfico até o fim do ano, e eu escolhi o trabalho do César Vilella, criador das capas da gravadora Elenco para o tema do material de divulgação das Feiras do ano de 2012.

A gravadora Elenco, criada em 1963 por Aloysio de Oliveira, foi a primeira no Brasil a se preocupar com o conceito gráfico das capas de seus discos. Mais do que isso, ela criou uma identidade visual única para seus lançamentos, cortesia do designer César Vilella, com ajuda do fotógrafo Chico Pereira.

Digo “cortesia” porque foi isso mesmo: Vilella só ganhou dinheiro com as capas que fez para a Elenco quando os discos foram reeditados em CD, cerca de 40 anos depois. Pena, porque estas capas são um grande patrimônio do design brasileiro, a ponto de terem se tornado a cara da bossa nova, especialidade do selo.

As artes eram concebidas e impressas em duas cores justamente porque Aloysio não tinha dinheiro para fazê-las em quatro. Foi essa pindaíba, aliada ao bom gosto e classe das criações de César Vilella, que gerou esse conjunto de obras-primas do design, com muito branco, algum preto e um toque de vermelho.

Numa época em que as capas de disco eram coloridas demais, poluídas e sem conceito, os discos da Elenco eram reconhecíveis a metros de distância. As primeiras capas foram feitas pelo próprio Vilella, por amizade a Aloysio e amor ao ofício; depois entraram em cena outros designers que apenas seguiram o caminho traçado por ele. Mesmo amarelados pelo tempo, os LPs originais são disputados a tapa por colecionadores de discos e design.

26ª Feira do Vinil e CDs Independentes
Data: 11 de fevereiro (sábado),
Horário: 10:00h às 17:00 horas

Local: Galeria Inconfidentes
Rua Pernambuco, 1.000, Savassi, BH

Entrada franca
Colecionador, Você não pode ficar de fora!!!
Disco é Cultura

Informações: (31) 2514-5710

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORAÇÃO AO JUSTO JUIZ - ORAÇÃO DA PROSPERIDADE - ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO

RUDOLF STEINER - ORAÇÃO DE MICAEL / FORJANDO A ARMADURA

NÓDULOS LUNARES - DESCUBRA QUAL É O SEU CARMA